sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Programa Ecoteca Digital - Conheça a biblioteca digital especializada em temas ambientais

O Programa Ecoteca Digital, desenvolvido pelo Instituto Terra Brasilisreúne publicações de diversos autores em 14 temas ambientais. Aberta e gratuita, a primeira etapa de implementação da Ecoteca Digital reuniu principalmente títulos relacionados a unidades de conservação.


Até o momento, o acervo possui cerca de 2.600 publicações de conteúdos diversos, como educação ambiental, ecoturismo, espeleologia, legislação e prevenção e combate a incêndios florestais. Todas as publicações são liberadas para consultas e downloads, gratuitamente e sem necessidade de cadastro.



Afastamento da coordenadora da Sala Verde da FURG para doutorado

Prezados usuários

Informamos que no período de 2015 a 2017 a Bibliotecária Bel. Ma. Cibele Vasconcelos Dziekaniak, Coordenadora da Sala Verde da FURG, estará afastada de suas atividades para cursar o doutorado em Educação Ambiental.

Os contatos com a Sala Verde seguem os mesmos.


Inscrições abertas para o VII EDEA - Encontro e Diálogos com a Educação Ambiental

O Encontro e Diálogos com a Educação Ambiental - EDEA surgiu da iniciativa dos alunos do mestrado e doutorado do Programa de Pós-graduação em Educação Ambiental (PPGEA) da Universidade Federal do Rio Grande (FURG).

O VII EDEA ocorrerá de 25 a 27 de novembro de 2015, na cidade do Rio Grande/RS, com a temática: “Os desafios da Educação Ambiental: quem faz, como, para quê e para quem?".


Importante!

O pagamento da inscrição do VII EDEA deve ser feito via depósito bancário no Banco do Brasil, Agência: 0084-1

Conta corrente: 56092-8
Em nome de Silvana Campos Silveira Faria.




Informações importantes:

Valores:
Ouvinte: R$ 25,00
Apresentação de trabalho: R$ 50,00

Observações:
Trabalho completo, de 8 a 12 páginas;
Até 5 autores por trabalho;
Todos os autores devem estar inscritos no evento para submeter trabalho;
Apenas 1 trabalho como autor principal, sem limites para co-autoria;
Apresentação do trabalho em roda de diálogo.
Inscrições via SINSC - http://www.sinsc.furg.br/

Apresentação de trabalho: de 10/08/2015 00:00:00 até 10/10/2015 23:59:59

Ouvintes: de 10/08/2015 00:00:00 até 10/11/2015 23:59:59


Número de vagas: 150 ouvintes e 60 trabalhos.


Eixos temáticos:

Eixo temático 1 - Abrangência de olhares e dispersão de lutas em Educação Ambiental.
Os trabalhos destinados ao eixo 1 são aqueles que discutem o campo da Educação Ambiental na tentativa de aprofundar os pontos de partida que fundamentam as múltiplas acepções que a questão ambiental abarca no cenário contemporâneo. Com isso, este eixo objetiva: assinalar as fortalezas e as fragilidades que a multiplicidade de enfoques corrobora; identificar se as bandeiras de lutas convergem ou divergem; descrever como elas têm sido organizadas.


Eixo temático 2 - Espaços consolidados e políticas de Educação Ambiental.
O objetivo do eixo 2 é mapear a práxis da Educação Ambiental no Brasil e no mundo, seja em espaços institucionalizados ou não. Esse objetivo se desdobra nos seguintes itens: captar os discursos da Educação Ambiental que estão em voga; comparar o discurso com a prática a que se pretende; discutir sobre a questão do contexto escolar, enquanto um espaço político, no que tange ao modo como a escola tem sido tratada e, ao mesmo tempo, trata da Educação Ambiental; abrir a possibilidade de novas frentes a serem debatidas. Outra questão que poderá orientar os trabalhos submetidos ao eixo é a seguinte: quais são os avanços, em termos de políticas públicas, que devem ser discutidos para a manutenção ou não das conquistas da Educação Ambiental?


Eixo temático 3 – Perspectivas e utopias da Educação Ambiental.
As questões que orientam o eixo 3 são as seguintes: para onde apontam os nossos estudos em Educação Ambiental? O que pretendemos com eles? O horizonte utópico continua a ser um farol na jornada da Educação Ambiental? Como este horizonte utópico é construído e constituído? Quais as perspectivas teóricas estão sendo delineadas? Como são tratados, na Educação Ambiental, conceitos, entre outros, como a cultura, a política, a arte, a estética, a ética e a epistemologia, ideologia?
HISTÓRICO DO EVENTO
I EDEA 

A relação entre teoria e prática da pesquisa em EA e a reflexão acerca do papel do educador diante dos acontecimentos ambientais, foram temas da primeira edição do evento, que ocorreu de 15 a 31 de outubro de 2008, reunindo docentes e discentes do PPGEA, o Núcleo de Estudos e Monitoramento Ambiental (NEMA) e representantes do Ministério do Meio Ambiente. O encontro possibilitou a discussão sobre o processo de constituição dos educadores e pesquisadores ambientais, incitando a reflexão sobre a sintonia entre as demandas da crise ambiental e os fundamentos do Programa.

Vídeo I EDEA 



II EDEA

Em 2010 foi realizado o II EDEA com a proposta de repensar resultados teóricos e práticos do Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental, a fim de aprimorar a qualidade da formação de discentes e docentes. Os resultados do I e II EDEA foram de significativa importância para a continuidade da construção qualitativa do PPGEA, visto que tanto a comunidade docente quanto a coordenação do Programa, posicionaram-se disponíveis para as reestruturações que permitissem a confluência de compreensões e ações com a complexidade demandada pela crise ambiental vigente.



Confira abaixo os trabalhos completos do II EDEA – Encontro e Diálogos com a Educação Ambiental.


https://centrodeestudosambientais.files.wordpress.com/2008/11/livro-ii-edea-artigo-soler-cea1.pdf

III EDEA




O III EDEA ocorreu de 11 a 14 de maio de 2011, no CIDEC-SUL, do Campus Carreiros da FURG. A temática do evento, "Semeando Ideias, Colhendo Diálogos" foi um convite ao diálogo continuado, que transcenda o espaço universidade para ser colhido no dia-a-dia das relações ambientais. O evento contou com a participação de mais de 400 ouvintes, com apresentações orais de 68 trabalhos e 70 pôsteres, resultando em um livro já publicado e em um livro de anais com mais de 800 páginas, material disponível online.


Confira abaixo os trabalhos completos do III EDEA – Encontro e Diálogos com a Educação Ambiental.



IV EDEA





O IV EDEA ocorreu na cidade do Rio Grande/RS, entre os dias 25 e 28 de setembro de 2012. Pensando na acolhida de todos os participantes, que viriam de diversos lugares do país, procuramos criar espaços comuns fomentadores da reflexão e do diálogo sobre as suas práticas, como por exemplo: I Mostra Internacional de Humor sobre Educação Ambiental, Feira de Economia Solidária, Trilha dos Sentidos e CINEDEA.  Os Grupos de Trabalho (GTs) foram constituídos com o objetivo de viabilizar os encontros, as discussões e as análises das pesquisas em Educação Ambiental no Brasil e no mundo. Desse modo, procuramos agrupar os pesquisadores por tema de interesse para proporcionar um debate reflexivo e problematizador da Educação Ambiental nos seguintes GTs: 1) Fundamentos Filosóficos e Epistemológicos da Educação Ambiental; 2) Problemáticas Emergentes em Educação Ambiental; 3) Modelos de Desenvolvimento, Impactos Ambientais e Sociais e Educação Ambiental; 4) A constituição de educadores e educadoras ambientais e; 5) Movimentos Sociais e Educação Ambiental. 



Confira abaixo os trabalhos completos e resumos expandidos do V CPEASul – Colóquio de Pesquisadores em Educação Ambiental da Região Sul e IV EDEA – Encontro e Diálogos com a Educação Ambiental.









V EDEA 




O V EDEA ocorreu nos dias 02 e 03 de dezembro de 2013, na cidade do Rio Grande/RS, com a temática: “A Educação Ambiental e os desafios da contemporaneidade”. 

Confira abaixo os trabalhos completos e resumos expandidos do V CPEASul – Colóquio de Pesquisadores em Educação Ambiental da Região Sul e IV EDEA – Encontro e Diálogos com a Educação Ambiental.





VI EDEA 

O VI EDEA ocorreu de 24 a 26 de setembro de 2014, na cidade do Rio Grande/RS, com a temática: “Constituindo Educadores Ambientais".
 
Confira abaixo o ebook com os anais do VI EDEA - Encontro e Diálogos com a Educação Ambiental.

Trabalhos apresentados no VI EDEA

Blog do VI EDEA

domingo, 7 de junho de 2015

Carta Pública da Rede Brasileira de Justiça Ambiental

A Rede Brasileira de Justiça Ambiental – RBJA, dedicada à defesa dos direitos humanos, à promoção da igualdade e da justiça ambiental, vem a público no Dia Mundial do Meio Ambiente, fazer um balanço do quadro institucional e político, denunciar o continuísmo e o retrocesso em questões que se configuram flagrantes injustiças ambientais, perscrutar horizontes e sugerir caminho



O momento impõe a todos e todas cavar trincheiras de resistência aos ataques aos direitos humanos, ao aprofundamento da desigualdade, à criminalização dos movimentos sociais, à espoliação dos territórios de inúmeros povos e comunidades, à busca sistemática de tornar desprezíveis ou invisíveis os que não se submetem às regras do jogo ditadas pelo poder.
Mas o momento também propicia – até porque as catástrofes econômicas, sociais, políticas e ambientais que se avolumam estão mostrando que “o rei está nu” – valorizar, aprofundar e apresentar à sociedade as práticas e ações que mostrem que o modelo de desenvolvimento que está em curso tem seus dias contados e que nosso futuro está se desenhando aqui e agora.
A RBJA renova seu compromisso de estar ao lado daqueles e daquelas que, nas cidades, nos campos e nas florestas, enfrentam a dura luta cotidiana para viver com justiça e dignidade. E se faz desejosa e aberta à constituição de uma ampla rede articulada e mobilizada em defesa da Vida.
Fonte: https://redejusticaambiental.wordpress.com/2015/06/05/carta-publica-da-rede-brasileira-de-justica-ambiental-dia-mundial-do-meio-ambiente-05-de-junho-de-2015/


terça-feira, 2 de junho de 2015

Semana do Meio Ambiente 2015


Aprender a amar, aprender a se amar,
 aprender a amar um ao outro e ao planeta! (IV CNIJMA, 2013).


O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado em 5 de junho.

A data foi recomendada pela Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente, realizada em 1972, em Estocolmo, na Suécia.

Através do Decreto Federal 86.028, de 27 de maio de 1981, o governo brasileiro também estabeleceu que neste período em todo território nacional se promovesse a Semana Nacional do Meio Ambiente. 
A Semana Nacional do Meio Ambiente é realizada na primeira semana do mês de junho, quando se comemora o "Dia Mundial do Meio Ambiente".

Durante toda a primeira semana do mês de junho de 2015 a ONU Verde, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, com o slogan “Sete bilhões de sonhos. Um planeta. Consuma com moderação”. 

sexta-feira, 22 de maio de 2015

22 de maio - Dia Internacional da Biodiversidade


Origem do Dia Internacional da Biodiversidade

O Dia Internacional da Biodiversidade foi criado pelas Nações Unidas em 1992, no dia 22 de maio, ano da Eco-92. Nesse dia foi aprovado o texto final da Convenção da Diversidade Biológica (Convention on Biological Diversity). 

Acesse o texto da CDB emhttp://goo.gl/rz6WbP

Rua Verde de 1º a 3 de junho 2015 (Rio Grande/RS).


sexta-feira, 8 de maio de 2015

Nova data de defesa

Defesa de Tese Renel Prospère


“As mobilizações comunitárias locais como alavanca no reflorestamento do/no Haiti: 
uma proposta de Educação Ambiental”

Doutorando:
Renel Prospère

BANCA EXAMINADORA:
Prof. Dr. Alfredo Guillermo Martin Gentini (Orientador-PPGEA/FURG)
Prof. Dr. Humberto Calloni (PPGEA/FURG)
Prof. Dr. Francisco Quintanilha Veras Neto (PPGEA/FURG)
Prof. Dr. Geraldo Ceni Coelho (UFFS)
Profª. Drª. Renata de Melo Rosa (UNICEUB)
Prof. Dr. Eder Dion de Paula Costa (FURG)
DATA: 29 de Maio de 2015, às 14h
Sala 4110 Prédio 4 - FURG.

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Postagem sobre Judith Cortesão no blog Caminhos da Memória

O blog Caminhos da Memória postou um breve relato do jornalista e escritor português Manuel António Pina, que além de suas atribuições foi alguém próximo da pesquisadora Judith Cortesão, a quem dedica o seu post.

Para conferir o texto, clique AQUI.

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Pioneiras da Ciência no Brasil




O CNPq, em parceria com a Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), lançou a quinta edição das Pioneiras da Ciência no Brasil, que traz nesta edição a querida Judith Cortesão.

Mais informações, AQUI.



sexta-feira, 17 de abril de 2015

XV Encontro Paranaense de Educação Ambiental


Novas datas de defesa

Defesa de Dissertação Stéfani do Nascimento

“A Prática Docente na Perspectiva dos Pedagogos Educadores Ambientais Egressos do PPGEA – FURG, que atuam nas Escolas Públicas de Educação Básica, no Município do Rio Grande”

MESTRANDA:
Stéfani do Nascimento

BANCA EXAMINADORA:
Prof. Dr. Luis Fernando Minasi (Orientador - PPGEA/FURG)
Profª. Drª. Cláudia da Silva Cousin (PPGEA/FURG)
Prof. Dr. Álvaro Luís Ávila da Cunha (UNIPAMPA)
Prof. Dr. Vinícius Lima Lousada (IFRS)
Profª. Drª. Tânia Maria Batista de Lima
DATA: 28 de abril de 2015,
às 08h30min
Anfiteatro 4110 – Prédio 04


Defesa de Dissertação Janaína Senna Martins
“O lugar da educomunicação socioambiental no contexto das políticas públicas de educação ambiental no Brasil”

MESTRANDA:
Janaína Senna Martins

BANCA EXAMINADORA:
Prof. Dr. José Vicente de Freitas (Orientador - PPGEA/FURG)
Prof. Dr. Sírio Lopez Velasco (PPGEA/FURG)
Prof. Dr. Valdo Hermes de Lima Barcelos (UFSM)
Prof. Dr. Vitor Hugo Borba Manzke (IFSul)
DATA: 30 de abril de 2015,
às 09h
Anfiteatro 4110 – Prédio 04


quinta-feira, 9 de abril de 2015

MMA lança cadernos de educação ambiental e agricultura familiar

Material já está disponível no site do Ministério do Meio Ambiente

Por: Tinna Oliveira - Editor: Marco Moreira

O Programa de Educação Ambiental e Agricultura Familiar (PEAAF), do Ministério do Meio Ambiente (MMA), ganhou novo material que traz o contexto, histórico, conceitos, estratégias pedagógicas da iniciativa, além de um guia metodológico das oficinas da iniciativa. Foram impressos 3 mil exemplares que servirão de subsídio para novas ações do MMA e também serão enviadas para estados prioritários onde o PEAAF já está funcionando e para parceiros do programa. As publicações também podem ser conferidas na página do MMA na internet (veja abaixo).
O primeiro caderno explica que o PEAAF é um programa de educação ambiental destinado ao público envolvido com a agricultura familiar. O objetivo é desenvolver ações educativas que busquem a construção coletiva de estratégias para o enfrentamento da problemática socioambiental rural. A publicação aborda os princípios e diretrizes do programa, o público-alvo, o processo educativo, as linhas de ação, articulações e parcerias e ações de monitoramento e avaliação. 
Já o Caderno Conceitual do PEAAF aprofunda a proposta pedagógica do programa, abordando a questão histórica, as temáticas principais, estratégias para o desenvolvimento de processos formativos e educação a distância. A terceira publicação é o guia metodológico de oficina do PEAAF. O guia traz o passo a passo das oficinas e da elaboração do plano político pedagógico de educação ambiental na agricultura familiar no estado ou território, visando auxiliar gestores públicos e demais parceiros na realização das oficinas de planejamento do programa.
Assessoria de Comunicação Social (Ascom/MMA) – (61) 2028.1753

terça-feira, 7 de abril de 2015

ATENÇÃO


Em virtude da paralisação nacional dos Técnicos Administrativos em Educação nos dia 07 a 09 de abril, aprovada em assembleia da categoria na Universidade nesta manhã, as bibliotecas do SiB terão os seguintes horários no período:

Biblioteca Central Prof. Hugo Dantas da Silveira
Aberta somente dia 07/04 até as 12h.
Biblioteca Setorial de Pós-Graduação em Oceanografia
Aberta das 8h as 12h
Biblioteca Setorial da Área Acadêmica da Saúde
Não abrirá
Biblioteca Setorial Campus de Santa Vitória do Palmar
Não abrirá
Biblioteca Setorial de Pós-Grad. em Ed. Ambiental - Sala Verde Judith Cortesão
Não abrirá.
Biblioteca Setorial Campus de Santo Antônio da Patrulha
Sem alteração
Atendimento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 21h (sem fechar ao meio dia)
Biblioteca Setorial Campus de São Lourenço do Sul
Sem alteração
Atendimento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h
Biblioteca Setorial do Museu Oceanográfico
Sem alteração
Atendimento: de segunda a sexta-feira, das 13h30min às 17h30min

Curso gratuito SENAI em Educação Ambiental

A Rede SENAI de Educação a Distância, através do Portal de Educação a Distância Espírito Santo, oferece alguns cursos gratuitos totalmente na modalidade a distância, entre eles o de Educação Ambiental.
O curso é distribuído entre 7 desafios e o objetivo principal é entender questões que envolvem o meio ambiente, seus conceitos e definições, mostrando problemas e perspectivas futuras a fim de indagar o estudante e fazê-lo refletir sobre a Educação Ambiental.
O curso configura-se como básico, e equivale a 14h a distância, e pode ser concluído em 20 dias. Ao final, é gerado um certificado.


Mais informações em NEAD SENAI ES.

segunda-feira, 6 de abril de 2015

ATENÇÃO!

Devido à Paralisação dos Técnicos Administrativos, a Biblioteca Sala Verde Judith Cortesão não atenderá no dia 7 de abril, terça-feira.
Acreditamos que a partir de 8 de abril, quarta-feira, o expediente volte a sua normalidade.

Obrigada pela compreensão.

segunda-feira, 30 de março de 2015

Mudando Paradigmas na Educação (Dublado) - RSA Animate


Animação adaptada de uma palestra dada na RSA por Sir Ken Robinson, especialista em educação e criatividade mundialmente reconhecido. Dublagem em português: Blog Brasil Acadêmico.

segunda-feira, 16 de março de 2015

Convite para bancas de defesas PPGEA/FURG 2015

Defesa de Dissertação Ionara Cristina Albani

“A Educação Ambiental na formação de educadores do Projeto Consórcio Social da Juventude Rural – Sementes na Terra”

MESTRANDA:

Ionara Cristina Albani

BANCA EXAMINADORA:

Profa. Dra. Cláudia da Silva Cousin (Orientadora - PPGEA/FURG)

Profª. Drª. Maria do Carmo Galiazzi (PPGEA/FURG)

Profa. Dra. Conceição Paludo (UFPEL)

Prof. Dr. Jefferson Rodrigues dos Santos (IFRS)


DATA: 20 de março de 2015, às 14h

Anfiteatro 4110 – Prédio 04




Defesa de Dissertação Janaina Agostini Braido

“Desencontros legais e morais na pesca artesanal: a Educação Ambiental política para a transformação socioambiental em Rio Grande/RS e São José do Norte/RS”

MESTRANDA:

Janaina Agostini Braido

BANCA EXAMINADORA:


Profa. Dra. Vanessa Hernandez Caporlingua – (Orientadora PPGEA/FURG)

Prof. Dr. Gianpaolo Knoller Adomilli (PPGEA/FURG)

Profa. Dra. Maria Odete da Rosa Pereira (Trans For Mar consultoria Ltda)

DATA: 23 de março de 2015, às 14h

Anfiteatro 6101 – Prédio 06



Defesa de Dissertação Magda Marin Lucas

“O desenvolvimento do juízo moral na criança de seis a doze anos: influências e possibilidades no desenvolvimento da autonomia e da EA ecomunitarista”

MESTRANDA:

Magda Marin Lucas

BANCA EXAMINADORA:

Prof. Dr. Sirio Lopez Velasco (Orientador - PPGEA/FURG)

Prof. Dr. Alfredo Guillermo Martin Gentini (PPGEA/FURG)

Prof. Dr. Paulo Ricardo Granada Corrêa da Silva (UFPEL)


DATA: 27 de março de 2015, às 9h30min

Anfiteatro 4110 – Prédio 04


Defesa de Dissertação Sergio Ronaldo Pinho

“O Discurso de Natureza nas HQS do Chico Bento: provocações ao campo de saber da Educação Ambiental” 


MESTRANDO:

Sérgio Ronaldo Pinho Júnior

BANCA EXAMINADORA:

Profª. Drª. Paula Corrêa Henning (Orientadora - PPGEA/FURG)

Prof. Dr. Gianpaolo Knoller Adomilli (PPGEA/FURG)

Profª. Drª. Claudia Glavam Duarte (UFRGS)

DATA: 16 de março de 2015, às 15h

Anfiteatro 4110 – Prédio 04



Defesa de Dissertação Desirée Fripp dos Santos

“Potencialidades da Educação Ambiental no Processo de Gestão Ambiental do Campus Santa Vitória do Palmar / FURG: Perspectivas dos Estudantes do Curso de Bacharelado em Turismo Binacional”

MESTRANDA:

Desirée Fripp dos Santos

BANCA EXAMINADORA:

Profa. Dra. Dione Iara Silveira Kitzmann – (Orientadora PPGEA/FURG)

Profª. Drª. Vanessa Hernandez Caporlingua (PPGEA/FURG)

Profa. Dra. Luciara Bilhalva Corrêa (UFPEL)

DATA: 31 de março de 2015,às 14h

Anfiteatro 4115 – Prédio 4


Defesa de Dissertação Joselline Elena Ráudez Guzman

“A Educação Ambiental, um estudo a partir das definições conceituais de Inspetores e Educadores Ambientais da Nicarágua”

MESTRANDA:

Joselline Elena Ráudez Guzmán

BANCA EXAMINADORA:

Profa. Dra. Dione Iara Silveira Kitzmann (Orientadora - PPGEA/FURG)

Profa. Dra. Vanessa Hernandez Caporlingua (PPGEA/FURG)

Profa. Dra. Lucia de Fatima Socoowski de Anello (FURG)

Profa. Dra. Cláudia Conceição Cunha (ICMBIO)

DATA: 30 de março de 2015, às 14h

Sala de videoconferência NTI



Defesa de Dissertação Alberto Evangelho Pinheiro

“Educação Ambiental no contexto da Extensão Rural Pública: A execução do Programa de Assessoria Técnica, Social e Ambiental no Núcleo Operacional São Gabriel (RS)” 

MESTRANDO:

Alberto Evangelho Pinheiro

BANCA EXAMINADORA:

Profª. Drª. Dione Iara Silveira Kitzmann (Orientadora - PPGEA/FURG)

Prof. Dr. Gianpaolo Knoller Adomilli (PPGEA/FURG)

Prof. Dr. José Geraldo Wizniewsky (UFSM)

DATA: 10 de abril de 2015, às 09h30min

Anfiteatro 4110 – Prédio 04

sábado, 14 de março de 2015

Livro: Conflitos Ambientais e Urbanos




O Livro Conflitos Ambientais e Urbanos: Casos do Extremo Sul do Brasil foi lançado recentemente pelo Observatório dos Conflitos Urbanos e Socioambientais do Extremo Sul do Brasil, o qual visa “publicizar conflitos urbanos e socioambientais para contribuir ao debate público na sociedade”. 

Nesse sentido, a publicação, organizada por Carlos RS Machado, Caio Floriano dos Santos e Marcela Mascarello, apresenta “o dia a dia do mapeamento dos conflitos” e visa destacar os “conflitos socioambientais do extremo sul do Brasil, trazendo algumas pesquisas que foram ou estão sendo desenvolvidas”, promovendo “debate sobre o modelo de desenvolvimento vivenciado na região”. Para tanto, participam diversos autores com experiência acadêmica e na luta social: Cintia Lemos, Juliana de Oliveira, Diego Cipriano, Priscilla Chagas, Cristina Carvalho, Rafael Lopo, Vinicius Pucinelli, Washington Ferreira, Kathleen Aguirre, Danubio Roig, Rodrigo Costa, Gitana Nebel, além dos militantes do Centro de Estudos Ambientais (CEA), Antonio Soler e Eugênia Dias. 

Soler e Eugênia se debruçam sobre aspectos do complexo licenciamento da BR-392 e suas conexões com Educação Ambiental, considerando a apropriação privada da natureza. Para os ecologistas, com formação em Direito e mestrado e doutorado em Educação Ambiental, integrantes do CEA, a primeira ONG do sul do RS, o licenciamento, da forma como esta sendo praticado pelos órgãos licenciadores, por pressão do empreendedor ( ou seja, poluidor) “pode ser tanto e ao mesmo tempo, uma importante ferramenta para proteção ambiental e, indiretamente, de politica econômica e justiça social. Pode, mas nem sempre é, pois o licenciamento perde essa potencia conforme a disputa de poder travada na sociedade e a tendência do Estado em se postar pela democracia e pela proteção ambiental ou, em sentido antagônico, pelo capital e pelo neodesenvolvimentismo” (Dito de novos arranjos do capitalismo que alavanca “o ideário do DS [Desenvolvimento Sustentável] e marcando o DA [Direito Ambiental] e a EA, e em decorrência, conformando as políticas públicas nestas áreas, em especial o licenciamento ambiental (LEHER, 2014), o qual leva a apropriação privada da natureza e a injustiça ambiental, num cenário de crise ecológica crescente. 

O referido livro, da Editora Evangraf, foi recentemente lançado na Feira do Livro do Balneário do Cassino, em Rio Grande/RS, na banca Usina das Artes (http://usina-das-artes.blogspot.com.br). 

Quem tiver interesse em adquirir o livro, pode entrar em contato com CEA (ongcea@gmail.com ou http://www.facebook.com/CEAong) ou com o próprio Observatório (https://www.facebook.com/observaconflitosRS/info?tab=page_info). 

O Observatório dos Conflitos “é uma iniciativa da Universidade Federal do Rio Grande (FURG). Coordenado pelo Prof. Carlos RS Machado e Doutorando Caio Floriano dos Santos, contou com o apoio do CNPq (Edital Universal 2010 – 2012 e bolsa PIBICs – 2013), FURG e FAPERGS (bolsas) e CAPES (bolsas), Instituto de Educação da Universidade Federal do Rio Grande (IE/FURG) e Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental (PPGEA/FURG). 


Acolhida PPGEA/FURG 2015

No dia 09 de março de 2015, às 8h30min, na Sala 4110 - Pavilhão 4, aconteceu a acolhida aos alunos do Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental (PPGEA) da FURG.

Estiveram presentes os docentes e os discentes do mestrado e doutorado do curso.

Fotos: Altemir Vianna.